A Crise Ajudou Assim como Pela Alternativa Do Destino?


Como Acrescentar As Visitas Do Teu Website Em 3 Passos [ Comprovados ]


Arthur de Oliveira Abrantes, de 20 anos, é um modelo de superação e de que forma saber utilizar bem as oportunidades que surgem pela vida. O jovem que nasceu em Paracatu, no interior de Minas Gerais, e a toda a hora estudou em faculdade públicas foi aprovado em Harvard, uma das mais habituais universidades dos EUA, e em mais 6 instituições.


O estudante, que não se julga gênio, descreveu ao R7 como nasceu a desejo de preparar-se fora do Brasil e os trajetos que tomou pra tornar o sonho realidade. Abrantes é o mais novo de quatro filhos. O pai é mecânico e a mãe técnica em enfermagem. “A minha infância foi muito parecida com a de muitos outros pirralhos. Eu gostava muito de videogames e de jogar bola na rua com meus amigos.


Honestamente, eu podia jogar bola o dia inteiro, fizesse chuva fizesse sol, e só parava para encaminhar-se à universidade. E no decorrer das férias, eu normalmente ia para a casa dos meus avós num sítio e ficava lá por dois meses seguidos”, conta. O jovem foi aprovado para cursar o ensino médio no Instituto Federal do Triângulo Mineiro, uma instituição pública de tempo integral.

  • Posts de luxo pra rapazes
  • 2- Tenha um procedimento de vendas estruturado
  • Transmitir Um Assunto Inesquecível
  • 2 800 000 posts
  • Os pontos de vendas que geram resultados melhores
  • 269 Aviso sobre votação em andamento
  • cinquenta e sete Conversas pessoais 57.1 Resposta do Koehne

Agora no primeiro ano, começou a sonhar a respeito vestibular, qual curso escolher e em qual faculdade no Brasil queria estudar. “Pensei em fazer engenharia, até porque eu era prazeroso em exatas”. Após ler uma reportagem, o estudante descobriu que poderia entender no exterior e se sentiu desafiado. “Descobri que o modo era bem diferente do brasileiro, mais caro e mais seletivo, dependendo da escola. Lá não basta fazer uma prova, um vestibular como é neste local.


Na verdade, as universidades nos EUA levam em conta todo o teu histórico escolar de notas e atividades ao longo do ensino médio”, diz. A universidades americanas assim como levam em consideração a história de vida do candidato e as tuas conquistas. “Sabia que seria árduo ser aprovado, mas vi que não era inaceitável e decidi tentar”. O primeiro passo foi aprender o idioma.


Abrantes baixou aplicativos e começou a estudar por conta própria. “Comecei a me dispensar a aprender inglês, a manter boas notas, e a fazer coisas legais fora da sala de aula como jeito de me preparar pro processo”. Como as universidades levam em consideração o perfil completo dos alunos, não basta ter boas notas. “Não é uma coisa só que faz uma faculdade te aceitar ou não.


Quando um postagem me desperta atenção, eu rapidamente dou uma olhada sem trato para ter certeza que é um tema com característica. Se sim, eu compartilho o artigo com a minha audiência e faço uma citação em meu web site. Desta maneira, eu tenho um fluidez diário de ideias de assunto na ponta do meu dedo. Nosso mundo é visual. Assunto visual domina a mídia online. Postagens de sites com tema intrigante obtêm mais clicadas e compartilhamentos. Marcas que fazem uso vídeos vendem mais produtos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *